10.08.2016 Artigos

PME: Repense a crise com inovação

Uma imersão e muita colaboração, com o compartilhamento de aprendizagem e cocriação entre todos os envolvidos, contribuem para repensar e propor novas abordagens.

As pequenas e médias empresas brasileiras em alguns casos possuem prioridades em linha reta, porém muitos empresários ainda são resistentes a mudanças e estão presos ao passado. Mesmo com a instabilidade do Brasil, os empresários, em sua maioria PME´s, continuam comprometidos com o crescimento e valorizam suas relações com bancos e consumidores.

No entanto, quando se trata de inovação, algumas empresas estão inseguras em dedicar tempo e investimento para pensar em possibilidades que podem ter períodos longos de maturação dos resultados e retorno do investimento. Entretanto, acredito que este é sim o momento ideal para repensar a sua abordagem e posicionamento focando no sucesso para o seu negócio e, principalmente, se descolando da concorrência.

Inovar não significa necessariamente investir em grandes estratégias de posicionamento do mercado ou em ferramentas tecnológicas que demandam altos valores de investimento. Inovar é SIM a possibilidade de encontrar soluções para pequenos ou grandes problemas internos e externos, já enraizados na cultura da empresa. São eles que não permitem que as mesmas gerem ideias quebrem padrões e proponham novas maneiras de se fazer algo que já é feito há muito tempo, sempre do mesmo jeito. O segredo aqui é investir em ações que permitam a sua empresa de transformar atitudes ruins, velhos hábitos, em novas possibilidades e assim, propondo um novo significado e soluções, para produtos, serviços e novas experiências que possam impactar as pessoas e o mercado.

Sem dúvida que estamos atravessando por um período de insegurança, devido à instabilidade econômica, porém não podemos nos esquecer que somos nós, com nossas Pequenas e Médias Empresas, responsáveis por 27% da renda do PIB, que provocamos períodos de aquecimento na nossa economia. É preciso despertar para as grandes oportunidades que já existem e focam na inovação.

A aplicação de técnicas como Design Thinking, Canvas, Mapa de Empatia, Golden Circle, antes limitadas as grandes corporações, já estão disponíveis hoje no mercado às PME´s e podem ajudar os empresários no processo de inovação, tornando as operações das empresas mais ágeis e eficientes.

Quer saber um pouco mais sobre processos de inovação? Leia o nosso artigo: BUSINESS DESIGN PARA PME AJUDA EMPRESAS A REPENSAREM SEUS MODELOS DE NEGÓCIO.

Todas as técnicas são colaborativas e têm o objetivo de acelerar o desenvolvimento do processo de inovação. Uma imersão e muita colaboração, com o compartilhamento de aprendizagem e cocriação entre todos os envolvidos, contribuem para repensar e propor novas abordagens. Essas técnicas podem ser aplicadas em estratégias de vendas, comercialização ou desenvolvimento de novos produtos ou criação de novas experiências nos serviços. O importante aqui é sempre focar em fomentar o processo de inovação, utilizando a capacidade intelectual e individual de gerar ideias, que coletivamente ganham corpo e se fortalecem através do envolvimento de cada pessoa no processo. Isso é o que contribui para a aceleração do negócio.

Entretanto, todo esse processo depende e muito da força de vontade dos líderes do negócio em participar de algo inovador, quebrando paradigmas. O que vai exigir dos empreendedores é uma estratégia bem desenhada e um planejamento consistente que sustente as ações que serão tomadas. Para isso, é preciso priorizar e preparar sua empresa para usar metodologias adequadas e o caminho mais sensato para mensurar os resultados. Pensem nisso!

Artigo publicado no portal Mundo do Marketing.

 

VEJA TAMBÉM

Conselhos de pai para filho: o que eu gostaria de dizer às marcas que criei neste dia dos pais

Domingo é Dia dos Pais. Há 5 anos, sou pai da Lorena. Mas, muito antes disso, posso {...}

Como a marca pode gerar mais valor para escritórios de advocacia

A cada nova reunião em escritórios de advocacia, recebo constantemente dois questionamentos: como devo me posicionar? E {...}

Deixe seu comentário!